40 anos Futura Tintas – Capítulo 17 – Trabalho em Equipe

40 anos Futura Tintas – Capítulo 17 – Trabalho em Equipe

Quem já visitou a Universidade Futura Tintas, sabe que temos uma obra de arte do Eduardo Kobra no nosso salão de eventos (se você está lendo esse capítulo e ainda não nos visitou, mande uma mensagem no privado que marcaremos uma visita guiada).

Quando contratamos Kobra para trazer o toque de arte para o salão de eventos, ficamos ansiosos pelos momentos que o veríamos trabalhando.

40 anos Futura Tintas – Capítulo 17 – Trabalho em EquipeNo primeiro dia, estávamos esperando por ele, mas no horário marcado chegaram duas pessoas da sua equipe. Pensamos, muito bem, eles vão preparar tudo e ele deve chegar já. Passou a parte da manhã, passou o almoço, estávamos quase no finzinho da tarde e nada do Kobra aparecer. Os rapazes de sua equipe prepararam a superfície, ajeitaram os materiais, ajustaram e testaram as tintas e começaram os traços na parede. Para resumir, foram três dias e meio de obra e o trabalho que os parceiros do artista fizeram no painel ficou incrível, tanto que achamos que ele nem viria mais. Mas no último dia ele chegou, fez um ajuste aqui, uma pincelada lá e parece que soprou vida nos olhos do menino e assinou a obra no canto direito da parede.

Naquele momento, nós, que já éramos fãs, passamos a admirá-lo ainda com mais. Naquele dia não admirávamos mais o artista, mas sim o líder que compartilhou com sua equipe todo seu conhecimento, toda sua técnica e os ajudou e incentivou a replicar a habilidade minuciosamente. Um líder que confia plenamente em seu time entregando a eles parte da sua criação genial.

Essa história nos inspira em todas as aulas em que mostramos para nossos pintores a força do compartilhamento de habilidades, técnicas e o poder de uma boa liderança. Kobra poderia temer ensinar seu time mas, ao contrário, quando compartilhou sua técnica e liderou os trabalhos ganhou força, escala e expressão.

40 anos Futura Tintas – Capítulo 17 – Trabalho em EquipeE histórias como a do Luiz Crisostenes, que foi aluno da AC9, surgem em todas as turmas. Antes de fazer a Universidade, Luiz tinha um medo danado de ensinar o serviço para outra pessoa, temendo ganhar concorrentes. Mas, nas aulas, teve um estalo, por que não posso dividir esse conhecimento?

Escolheu um colega da AC9 e convidou para trabalhar com ele, Além do pagamento, ele dividiria com Luiz tudo o que sabia sobre pintura.  Nascia a dupla Luiz e Beto Paraguai, e depois se juntou a eles o Ricardo, também formado na Universidade, e com essa união as obras aumentaram, o ritmo melhorou e todos ganharam mais. Juntos começaram a cuidar de mais etapas do que apenas a pintura, ampliando suas possibilidades de obras. Quando a empreita é grande, convidam mais pintores que passaram pela Universidade.

Mas os alunos não são despertados apenas para o trabalho em equipe, o aprendizado vai muito além.

Vinicius Gonçalvez, conhecido como Efraim, passou pela Universidade no ano de 2017. Depois de formado entendeu que a pintura era pra valer, precisava de CNPJ e de uma boa estrutura para crescer e progredir. Abriu seu MEI e começou a cuidar de cada detalhe para fazer crescer a Efraim Pinturas.

Um dia, estava dirigindo até uma obra, quando um rapaz jovem e forte pediu dinheiro pra ele no sinal. No momento ele deu o dinheiro, mas a partir daí sentiu vontade de montar sua equipe misturando pessoas com conhecimento e pessoas que estivessem na rua precisando de um trabalho e que talvez não conseguisse oportunidade.

40 anos Futura Tintas – Capítulo 17 – Trabalho em Equipe

E assim começou seu projeto pessoal, andando pelas ruas próximas as suas obras e oferecendo trabalho remunerado.

Conseguiu seus primeiros candidatos, que na obra começaram apenas levando uma coisa daqui pra lá, uma ajuda aqui e outra ali. E cada dia que passava Efraim ia ensinando com excelência as etapas de um trabalho de pintura. E como todo perseverante na construção de um mundo melhor, não se abateu por algumas decepções, alguns abandonos e um pouco de dinheiro perdido. Nem sempre dá certo com todos, mas se deu certo pra um já valeu a pena.

40 anos Futura Tintas – Capítulo 17 – Trabalho em EquipeUm dos ajudantes que Efraim contratou dessa forma tinha sérios problemas com bebida, estava quase perdendo a família e não tinha mais nenhuma fé em si mesmo. Ele conta com muita alegria que com o compartilhamento de palavras de fé e ensinando seu trabalho, fez esse homem se reencontrar, se fortalecer e recomeçar.

Por histórias como essa, Efraim continua.  Por essas histórias, nós continuamos.

Compartilhar este post